Os momentos que marcam

" - Ela me esqueceu e fiquei até às 4 da tarde sem almoçar, esperando no portão da escola.."
" - E eu, que fui a última a sair do colégio, já de noite, já tinham apagado a luz da quadra.."

Minha sobrinha e minha filha estão lembrando de imagens da infância, numa conversa animada durante um alegre almoço na casa da avó. Quando pergunto à minha filha sobre todos os outros dias em que fui pegá-la no colégio na hora, as duas me respondem imediatamente: " - Mas esse marcou..."

São momentos diferentes do usual que marcam. Seja uma jovem falando da infância, ou um companheiro de trabalho falando do vizinho de mesa ou do chefe, ou um cliente falando de um prestador de serviços ou fornecedor, todos têm momentos que assumem um espaço maior na lembrança justamente por terem sido "diferentes". Esses momentos estão quase sempre associados a uma situação de dependência, onde eles dependem de nós e nós apresentamos um comportamento diferente do habitual, do que é esperado.. Seja para melhor (e é aí que temos grandes oportunidades!), seja para pior (quando outras são as prioridades...).

São pessoas diferentes do usual que também marcam. Como aquele professor que acreditou no nosso potencial e deixou isso claro logo cedo nas nossas vidas, ou como aquele prestador de serviço que é capaz de surpreender aos clientes pela dedicação, comprometimento e competência (mais oportunidades!).

Entre os critérios de seleção da Google, um chama atenção por ser "diferente". Eles analisam a capacidade do candidato de influir para o bom ambiente da empresa, em termos de alegria e positividade. Alegria e postura positiva são exemplos dos "soft skills". Os "hard skills" são os critérios de competência técnica. A competência geralmente coloca o candidato para dentro das empresas, mas é a capacidade de relacionamento que o mantém lá dentro. A Google mais uma vez está inovando, otimizando o processo de seleção e garantindo a perpetuação do clima propício à inovação. Provavelmente procurando pessoas que marcam...

Hoje eu recebí um e-mail que diz: "- Quando me perguntam o que levei (da empresa), digo: Sílvio, Aísa e Marie." Parei a leitura, relí a frase.. Nada pode ser mais importante do que gerar um impacto positivo, legítimo e profundo naqueles que nos rodeiam.

Comentários