Pequenos imprevistos

15 minutos foi o tempo que passamos tentando ver porque meu notebook não estava jogando a imagem no canhão de projeção para o início de um dos cursos da Engenharia de Vendas.. eu e mais 2 diretores da empresa, o auditório cheio... até que chegou uma pessoa do suporte com a chave da porta do armário onde estava a fiação embutida. Adivinhou? Sim, os cabos estavam desconectados...

A melhor coisa a fazer nessa hora é dar uma boa e sincera risada, pedir desculpas pelo atraso, e aproveitar para perguntar o número de vezes que pequenos imprevistos como este acontecem com a audiência. Contextualizar uma questão vivida em conjunto (e alí na hora) na realidade do nosso público-alvo - e no nosso foco de interesse - é aproveitar um imprevisto para gerar uma oportunidade de empatia e aprendizado recíproco. A risada é resultado de uma personalidade bem-humorada e o antídoto para emoções reativas que poderiam nos tirar do sério.

Aliás, cada dia mais, penso que o misto de [formalidade e inteligência com empatia e humor] + [conhecimento e preparação] pode ser uma fórmula muito próxima da perfeição para criadores de visões de soluções.

Comentários