Agregar valor

O que define a importância do que fazemos é o quanto agregamos de valor ao que já existe. Seja profissionalmente ou pessoalmente, a medida dessa possível importância está diretamente relacionada ao quanto simplificamos o entendimento e ao quanto possibilitamos a utilização de "algo" bom e que traga benefícios aos que nos rodeiam (clientes ou, no plano pessoal, conhecidos, amigos e parentes).

Um exemplo corriqueiro: esta semana fiz um sumário em português das regras da "The Art of The Start", de Guy Kawasaki, e o mandei para mais de 2.200 clientes via e-mail. Mantenho esta mala-direta para os clientes da Engenharia de Vendas com o maior prazer: compartilhar o conhecimento foi uma das missões que definí e sigo fielmente nesses últimos 3 anos. Eu poderia ter mandado apenas o link para o vídeo e não ter me preocupado em fazer um sumário do que ouví de mais importante, mas sei que muita gente não fala inglês e o recebimento do link apenas não "agregaria valor" (de que adiantaria receber algo que não se entende?).

Esse é o meu conceito de existência, na realidade. Se já existe tanto valor sendo gerado no mundo, como posso agregar valor ao que já existe? Como posso facilitar a vida dos meus clientes (e dos amigos e parentes)? Como posso, genuinamente, ajudá-los a entender melhor as oportunidades que se apresentam, para que também eles possam agregar mais valor no contexto em que vivem?

O mais interessante disso é a constatação de que quanto mais valor agregamos para os outros mais os outros nos respondem agregando mais valor ainda.. Esta é a beleza da lei da reciprocidade...

Comentários

  1. Gostei muito do seu comentário sobre Agregar valor. Faço administração e procurava para um seminário que vou fazer, algo simples e que desse pra todos entenderem.

    Obrigada

    Simone

    ResponderExcluir
  2. LUIZ GERALDO CRESPO ARRUDA7 de abril de 2011 14:12

    Ola Aísa

    Primeiramente acho muito relevante sua abordagem.

    Entretanto, posso lhe adiantar que agregar valor é uma expressão incorreta sob o aspecto econômico. Imagine uma blusa que tenha 1 botão a mais que o necessário? Retirando este botão não estou agregando valor, mas sim melhorando o valor, ou seja valorizando a blusa pois a mesma cumpre a mesma função com menor consumo de recursos. Agregar valor nos dá a ideia de soma, o que so pode ser entendido sobre o aspecto do valor financeiro. Sob o aspecto do valor econômico não faz sentido.

    Meu nome Luiz Geraldo e sou diretor da empresa de consultoria e treinamento ELEGE Engenharia do VALOR & Sustentabilidade. No nosso site voc~e dispõe de mais infoformações sobre a ciência da valorização www.elegevalorsustentavel.com.br

    Abraços

    ResponderExcluir

Postar um comentário