O bem que um mentor faz

Se você ainda não tem um mentor, procure um. Dentro da sua empresa, próximo a você (e, neste mundo plano e interconectado, estamos tão mais próximos uns aos outros..). Alguém que você respeite, ouça, confie, admire, queira aprender com, e que possa lhe orientar pensando no que é genuinamente melhor "para você".

Mentores são fundamentais para os aprendizes (e não somos todos aprendizes?) por poupar-nos "tempo" (quantos mais seriam os erros, problemas e dúvidas?). Uma mesma pessoa pode ser um mentor e um aprendiz, dependendo das áreas de conhecimento. Podemos ter vários mentores ou apenas um, dependendo do assunto, e esses mentores podem mudar ao longo das nossas vidas. Mentores são pessoas de maior experiência, maior senioridade, mais longa visão do passado, do presente e do futuro. São pessoas desprendidas que sentem prazer em ajudar aos outros, quando necessário. E, sem nenhuma relação de autoridade ou hierarquia envolvidas, são formadores dos seus aprendizes.

Por outro lado, é o aprendiz que decide quem vai ser o seu próprio mentor. É ele quem define a quem ouvir, e não o contrário - e uma grande demonstração de capacidade profissional e generosidade humana talvez resida exatamente na pessoa daqueles que aceitam ser escolhidos como mentores. Com o tempo, o aprendiz se torna largamente independente, mas é reconfortante para ambos saber que há uma preocupação recíproca de um pelo sucesso e pelo bem-estar do outro.

Eu tenho um mentor que me faz bem não só pela grandeza do exemplo, mas também por me estimular a ser uma melhor profissional. Eu também tenho tido o privilégio de ser escolhida como mentora por alguns, e tento ser tão boa com eles quanto os meus mentores têm sido comigo. É a lei da reciprocidade...

Você também?

Comentários