Mais que físico, condicionamento emocional

De segunda a sexta, sigo uma rotina de acordar às 5:30 da manhã, andar até a academia de ginástica, fazer aula por 1 hora, voltar andando, para daí começar a me preparar para o dia de trabalho. Nessa rotina diária, encontro alguns vizinhos no elevador. Hoje conversamos sobre o valor do condicionamento físico para o trabalho. No meio da conversa, me saí com um "mais do que condicionamento físico, acredito que uma rotina de exercícios nos dá também condicionamento emocional". Surpresa, satisfação.. e a concordância foi imediata.

Explicações químicas à parte, é fato que há um aumento de energia e disposição em quem se exercita. Vejo isso todo dia ao meu redor (condicionamento físico não é a única, mas é uma variável importante para a boa disposição das pessoas), sinto isso durante o dia (o dia começa cedo e continua ritmado até o final). E exercício físico (você anda, corre, nada, anda de bicicleta ou faz algum tipo de esporte?) é algo tão fácil de fazer, basta vontade e persistência...

Lembra do elevador que eu uso diariamente para ir para a academia? Na ida, a conversa é sonolenta; na volta, ao contrário, a conversa é "cheia de vida". Imagine agora quanto pode ganhar quem tem essa "vida" para empregar no que faz.. (minha opinião? ganha-se rendimento - faz-se mais em menos tempo - e auto-estima - é, simplesmente, bom se sentir bem...)

Comentários