3 áreas, 3 pessoas, 3 mundos

3 pessoas de 3 áreas diferentes têm que preparar um material descritivo sobre seus portfolios. Reunião inesperada com investidores no outro dia, eles têm apenas 8 horas para colocar no papel "porque" seria lucrativo para os investidores colocar dinheiro no que fazem.

8 horas depois, começam a chegar os resultados dos trabalhos.

Pessoa 1 olha através dos olhos dos investidores. Mostra métricas reais, fala em diferenciais e benefícios, lista depoimentos de clientes. Fala (escreve) numa linguagem clara, concisa. Cria coesão no portfolio, define categorias e descreve os produtos e serviços.

Pessoa 2 tenta olhar através dos olhos de clientes (lembremos: a apresentação é para investidores). Lista algumas métricas, benefícios, lista os produtos e serviços e se coloca como pessoa de contato. O visual não é tão profissional como o da pessoa 1, nem o estilo de escrita. Nem o conteúdo.

Pessoa 3 olha pelos olhos dela. Na leitura, tem-se a impressão que o texto é formado por pequenos textos escritos por pessoas diferentes (ou em momentos ou contextos diferentes). Fala-se sobre a empresa, dando-se referências passadas. Públicos-alvos são listados, embora pareçam desconexos com as competências apresentadas. A impressão que se tem é que a empresa precisa de ajuda. E que está longe de merecer um investimento.

Pausa.

As 3 pessoas estão falando "da mesma empresa". Que é competitiva e inovadora, sim. O que diferencia essas 3 pessoas é quanto elas sabem falar de uma forma simples e concreta aquilo que é realmente importante para o seu público-alvo.

Essa capacidade de falar o que é importante, sumarizar no que é importante, focar no que é importante.. Não tem preço..

Comentários