Brigar por opinião? Não!

Um dos princípios da boa convivência profissional e social é reconhecer que as pessoas têm e terão pontos de vista diversos. Esses variados pontos de vista são fruto das vivências e experiências que cada um traz e não podem ser invalidados apenas porque você ou eu não os temos ou não os vemos no nosso "raio de visão".

Cada um tem um raio de visão. Para uns, é menor. Para outros, maior. Para outros, ainda maior e mais profundo. A beleza e a riqueza da convivência e do aprendizado recíproco que surge justamente a partir dessa convivência está, entre outros motivos, na capacidade que temos de alargar o raio de visão - o nosso e os dos outros...

Mas nem todos pensam assim. Há aqueles que se incomodam com a discordância, vêem crítica em outros pontos de vista. Há ainda aqueles que não toleram a discordância, que não aceitam outras opiniões, reagem impulsivamente, agressivamente, e ainda responsabilizam os outros pela reação que têm. Com esses, toda calma é pouca. Tudo o que uma pessoa assim enxerga é a sí próprio. "A ousadia extrema de alguém colocar em xeque o que ele fala não pode ser tolerada" pensa ele. A reação é do tamanho do egocentrismo...

Discutir é normal, saudável! Expande os raios de visão, faz nascer grandes e difíceis decisões.. Mas brigar por opinião não é normal nem saudável. É desrespeitoso. É infantil.

Todos têm direito às suas próprias opiniões e ninguém tem o direito de coagir uma pessoa que discorda através de uma reação emotiva e negativa. Brigar por opinião? Decididamente, não!

Comentários