Ouvindo...

"Nossa incapacidade de ouvir é a manifestação mais constante e sutil da nossa arrogância e vaidade". Quem escreve isso é Rubem Alves em "Escutatório". A frase evoca a realidade crua das relações interpessoais e empresariais. Quantas vezes a pessoa com quem estamos falando não nos ouve. Ou quantas vezes nós não a ouvimos por pressupormos que já sabemos o que será dito. E, mesmo que tenhamos uma grande chance de saber o que será dito, quanta presunção sem intenção até poderemos passar para outros se perdermos a chance de ouví-los. Completamente. Com toda a atenção.

Principalmente na etapa de abordagem e primeiro contato para a venda, onde a maior preocupação do cliente potencial é se fazer e se perceber entendido pelo fornecedor em potencial, "ouvir" é a manifestação mais clara da nossa intenção de ajudá-lo a ser mais efetivo nos negócios.

Falar todos falam. Falar que é o melhor, muitos falam. Ouvir, não tantos. Realmente ouvir, menos. Fazer as perguntas certas para ouvir realmente as respostas, menos ainda..

Comentários