Tudo está relacionado

"As empresas são redes de conversações", segundo Fernando Flores. Nessas redes de conversações existem 2 principais componentes: a linguagem e a emocionalidade. A linguagem está presente na escuta e na fala e, na fala, podemos propor ou perguntar ou agir - através de afirmações (que descrevem o mundo), declarações (que podem mudar o mundo) e promessas. Já a emocionalidade pode ser vista nos estados de ânimo e emoções (aparentes ou não) das pessoas que conversam.

Quem está apresentando o pensamento de Flores à audiência onde me encontro é Cláudio Marinho, respeitado consultor com foco em planejamento de cenários, que prende a atenção de quem o ouve pela argumentação que imprime à exposição.

Cláudio prossegue explicando que, além dos componentes da conversação, há a criação dos contextos, que envolvem 4 elementos: o pedido, a solicitação, a aceitação e o fim da execução (que gera a satisfação ou um novo pedido). Só que trabalhamos nos caminhos entre os elementos mais do nos elementos em sí. Isso significa que trabalhamos principalmente na negociação e aprovação que deve existir entre solicitação e aceitação, na execução da promessa que existe entre a aceitação e o fim da execução, e no retorno para o cliente que garanta a sua satisfação (para chegarmos à satisfação da solicitação). Trabalhamos muito mais nas setas que ligam os elementos (que ficam em caixinhas), do que nas próprias caixinhas.. Donde podemos concluir que:

.. os meios definem os fins
.. os valores antecedem as atribuições
.. como pensamos rege como agimos
.. e nossos estados de ânimos co-definem nossos resultados

Sim, sim, sim, sim..

"A estratégia é uma trajetória"... Sem dúvida..

Comentários