Empresas espelham seus fundadores

Meu trabalho com a Engenharia de Vendas tem me dado a honra e o privilégio de conhecer milhares de profissionais da área de software. Este contato é mais intenso nos cursos fechados e nas consultorias, e é na convivência dos dias que passamos juntos que observo, na prática, que as empresas são puro espelho dos seus fundadores.

Fundador disciplinado, empresa disciplinada. Fundador inovador, empresa inovadora. Fundador perfeccionista, empresa perfeccionista. Fundador disponível para os clientes (internos e externos), empresa também disponível para os seus clientes.

Por outro lado, se o fundador é indisciplinado, a empresa também o será. Se é indeciso, a empresa também o será. Se adia tomadas de decisão e não observa prazos, a empresa também procrastinará. Mesmo que ele tenha o discurso da disciplina e do cumprimento de prazos, é a sua própria demonstração no dia-a-dia em termos de comportamentos, atividades, valores e prioridades que será copiada pelos seus associados e transformada em "cultura da empresa"...

Porque seguidores seguem ou devem seguir os seus líderes, certo? E isso traz consequências, a principal delas sendo a de que os associados que não agirem de acordo com a cultura da empresa não se sentirão "em casa" nem serão vistos como "da casa". Um profissional que prima pela organização, numa empresa desorganizada, sofre. Uma empresa organizada, que contrata um profissional desorganizado, sofre. O sofrimento leva à cisão, amigável ou não, rápida ou não, e, neste caso, quanto mais longo o processo de reconhecimento da inadequação entre as partes, maior o dano para ambas..

Jim Collins diz que "o declínio de uma empresa é como uma doença em estágios. Nos primeiros estágios, é mais fácil de detectar, mas mais difícil de curar. Nos estágios posteriores, é mais fácil de detectar, mas mais difícil de curar." Falaremos sobre isso novamente, no futuro (ele diz que é necessário um estudo de contrastes para entender por que empresas caem..). Minha visão é de que as empresas, também nesse contexto de detecção de problemas, espelham seus fundadores. Se os fundadores (vivos e em posição de liderança) são preocupados com a detecção das suas próprias doenças pessoais, é quase certo supor que estarão preocupados e atentos à detecção das potenciais doenças das suas empresas.

A forma de ver as matérias será a mesma... Empresas espelham seus fundadores.

Comentários