Falar em público: prazer ou tortura?

Você gosta de falar em público? Gosta de fazer apresentações, dirigir reuniões, liderar ações de outras pessoas? Não? Por que não? O que lhe tortura no momento de falar em público? A atenção das pessoas? A sua própria timidez? O receio de se enganar, de errar, de tropeçar? O risco de se expor?

Se você é vendedor de software, quanto mais prazer - e não tortura - você tiver ao falar em público, mais prazer o seu trabalho vai lhe dar. Então, sejamos práticos. Para os que gostam de falar em público, façam seus comentários abaixo para ajudar a quem não gosta. Para os que não gostam de falar em público, alguns (bons!) conselhos:

1- Sozinho, fale alto como se estivesse fazendo uma apresentação do seu portfolio de produtos e serviços. Faça isso várias vezes. Cada vez seguinte vai soar melhor do que as vezes anteriores, você verá. E, por estar sozinho, a timidez nunca o congelará. Você estará praticando, com algumas risadas e sem receios, para quando outros o estiverem ouvindo;
2- Sua mensagem deve ser clara, concreta e importante para quem o ouve. Isso é "muito" importante. Não fale para você, não se coloque no foco. Fale para a audiência, o foco está no que é importante para ela;
3- Procure sentir-se confortável na posição em pé;
4- Imagine as pessoas prestando atenção ao que você diz, seguindo-o com o olhar. Imagine-se olhando-as de volta, receptivo, atento para o seu objetivo que é, fundamentalmente, "ajudá-las" na sua área de capacitação;
5- Pratique falar sem ler;
6- Repita, repita, repita. A prática faz a perfeição;
7- Não use o auditório ou a sala de reunião dos seus clientes reais e potenciais como a "sua" sala de treinamento. Seu cliente "merece" uma excelente apresentação sua, esteja muito bem preparado para isso.

Falar em público é um privilégio. Mas ter pessoas querendo ouvir o que você vai falar em público é um privilégio maior ainda..

Comentários

  1. Aísa, parabéns! Boas dicas...gosto muito de falar em público e quero reforçar o que você disse no tópico 2. Ver, sentir, perceber, falar para a audiência. Sem dúvida, devemos focar nas pessoas, e não apenas em nós mesmos. Vou divulgar. Grande abraço.

    ResponderExcluir

Postar um comentário