O otimismo negativo e o mantra para 2011

Sou uma otimista nata. Quando quero algo, ou quero algo para alguém, consigo enxergar como chegar no objetivo e trabalho para isso com energia e alegria. O insucesso não é uma opção ou hipótese.

Esse otimismo tem me valido muito em situações que eu mesma tenho condições de atingir meu objetivo. Nesses casos, determino prazos e me esforço para cumprí-los até atingir ao objetivo. Mesmo com os casos do acaso, tem funcionado..

Mas há situações em que esse otimismo não funciona e pode ser até negativo, principalmente em situações quando dependemos de outros para conseguir o que queremos - não de outros como os que que fazem parte das nossas equipes ou os que são nossos clientes, mas os outros sobre os quais não temos "nenhuma" influência..

Otimismo "negativo"? Será?

Falando sobre a experiência que teve como prisioneiro de guerra no Vietnã por 8 anos, onde foi torturado mais de 20 vezes, o  Almirante norte-americano Jim Stockdale explica: "Os otimistas  não conseguiram [sobreviver]. Eles eram os que diziam que estariam livres no Natal.. e o Natal viria, passaria [e nada]. Então eles diziam que sairíamos na Páscoa, no Dia de Ação de Graças, no Natal do ano seguinte [e estaríamos todos ainda presos].. E eles morreram de desânimo.."

Segue Stockdale: "Esta é uma lição muito importante. Você nunca pode confundir a fé que você vencerá no final - que você não pode se permitir perder - com a disciplina de confrontar os fatos mais brutais da sua realidade atual, qualquer que ela seja."

Em situações onde dependemos totalmente de outros sobre os quais não temos ascendência, esse contexto é mais aparente. Prisioneiros de guerra não escolhem data de libertação. Também nós não escolhemos algumas das datas nas nossas vidas e relacionamentos pessoais e profissionais. Trabalhar para cumprir nossos prazos e avançar é fundamental para o nosso crescimento pessoal e profissional, mas definir prazos quando não temos autonomia para definí-los pode afetar a nossa resistência...

Que este seja um dos nossos mantras em 2011: muita fé na vitória, mas também muita disciplina para o confronto dos fatos da nossa realidade.. Nossa resistência só tenderá a crescer assim...

Comentários