Mais moeda com o bottom-up

"Dados são uma moeda", fala Edd Dumbill. Quanto mais dados são incluídos, mais vale uma aplicação, e quanto mais vale uma aplicação pelo volume de dados, mais dados são incluídos.

Para acumular essa moeda o máximo possível (o resultado almejado), empresas decidem lançar software com distribuição do tipo "bottom-up" ("de baixo para cima", um meio para alcançar o resultado almejado). Como funciona uma distribuição bottom-up? O software é oferecido para o consumidor com um fácil processo de sign-up (assinatura), os amigos também fazem o sign-up e a rede começa a assumir características virais - a príncipio entre pessoas físicas, depois migrando para pessoas jurídicas. Você, eu, milhões de pessoas hoje no mundo usam software com esse tipo de distribuição.

Um detalhe "muito" importante nesse tipo de distribuição é que "usuários e clientes não são pessoas separadas". Os usuários são os clientes. Se assim o são, fica muito mais fácil a decisão de uso (e compra, se houver venda), já que eles são imediatamente capazes de entender "bem" os benefícios que podem ter com o uso do software.. Bingo! (não é à toa que hoje são milhões de usuários assim..)

A pergunta que fica então para você é a seguinte: seria possivel usar a distribuição "bottom-up" num produto seu para alavancar as vendas do seu portfolio de produtos e serviços?

Comentários