Seu pessoal já não tem como arcar com tanta coisa a fazer?

Seu pessoal (empresa, diretoria, departamento ou setor) já não tem como arcar com tanta coisa a fazer? Páre. E responda:

1- quais são as suas prioridades?
2- quais são os pontos de contato com o cliente?
3- quais são suas maiores fontes de receita?
--> se a resposta ao item 1 não bate com as respostas aos itens 2 e 3, reavalie suas prioridades.

4- quem é seu cliente-alvo?
5- como sua empresa (diretoria, etc.) está estruturada?
--> se a resposta ao item 4 não é ponto de partida para a resposta ao item 5, rearranje a sua estrutura para mostrar a importância e bem atender o seu público-alvo. Ou.. redefina seu público-alvo durante o processo e reajuste a estrutura..

6- onde estão os gargalos?
7- internamente, quem está responsável pelo que?
--> que práticas e processos causam esses gargalos? Os gargalos são origem ou consequência de outros gargalos? Quem são os responsáveis pelas práticas e áreas onde os gargalos ocorrem? Estas pessoas estão bem alocadas? Ou poderiam ser melhor alocadas em outras áreas, mais de acordo com suas respectivas competências?

8- o que pode ser cortado?
9- o que pode ser reduzido?
10- o que deve ser aumentado?
11- o que precisa ser criado?

Responda a essas perguntas com foco em vendas. Cortar custos é importante, sim, e é, usualmente, a primeira medida tomada por empresas em fases de aperto e transição, mas o nosso foco aqui é em o que e como fazer para "vender".

Comentários