A confiança na pessoa física

Imprevistos acontecem. E empresas, eventualmente, deixam de cumprir o que prometeram e satisfazer expectativas. A frustração do cliente ou fornecedor ao ter que lidar com esses imprevistos, porém, diminui, se há uma pessoa física do outro lado que toma a responsabilidade e nos inspira confiança.

A confiança não deixa nem a dúvida nem a suspeita se alojarem, e permite acreditarmos no outro mesmo antes de sabemos de todos os fatos. Este pensamento ("deve ter acontecido algum imprevisto provocado por terceiros") é o melhor que podemos ter quando imprevistos acontecem, mas só o temos para quem confiamos.

Como se cria uma relação de confiança entre pessoas que representam empresas? Pela manutenção do discurso na condução das atividades.

É pelo cumprimento das nossas promessas que somos merecedores da confiança dos outros. O falar que vai fazer e o fazer devem ser "iguais" em prazo e conteúdo. Simples assim.

Quem merece a nossa confiança é responsável, eficaz, atento ao andamento das atividades, cumpre o prometido e zela para que todos os envolvidos sejam sempre avisados sobre o que virá em seguida.

Os merecedores de confiança têm uma prioridade natural: facilitar o trabalho dos que dependem deles. Você se vê assim? Se não, em que você pode melhorar agora para ter esse crédito na hora dos imprevistos?

Comentários