Quão rápida é a sua fila?

A gente vive lidando com filas. Filas para sermos atendidos, filas para darmos atendimento. Nas filas em que nós somos atendidos, podemos usar de alguns artifícios para não esperar tanto: escolher a hora de entrada, escolher os fornecedores, etc. Nestas, se não houver outra forma, a paciência é boa companheira.. Aliás, já lí em algum lugar que a impaciência ocorre quando subdimensionamos o tempo para fazer algo.. É isso mesmo..

Nas filas em que damos atendimento, estas nós temos autonomia para gerenciá-la. Como atendemos e em que ordem atendemos às múltiplas solicitações que nos chegam influi diretamente no tamanho e na vazão da fila que temos sob nossa responsabilidade. Existem as solicitações realmente urgentes. Estas têm que ser atendidas imediatamente. Mas vamos focar nas múltiplas solicitações "normais", do dia-dia. Como você as atende?

Eu? Uso a Teoria das Filas desde o momento em que um professor ainda na faculdade a explicou em sala de aula. O que poderia ser uma aula normal, cansativa, naquela hora determinou um modo de trabalho para a minha vida. "Sim, faz total sentido! Atenda rapidamente às pequenas solicitações, não as deixe atrás das solicitações complexas e evite ser um gargalo!" Este foi o extrato do que tirei daquela aula, que se tornou a forma de atender às minhas filas.. O resultado? Agilidade no atendimento!

Recorrentemente, meus clientes reais e potenciais falam dessa agilidade com que respondo às demandas de negócios com eles (excluam daí os e-mails com perguntas, que chegam muitos e entram numa fila lateral..). A agilidade não é minha, mas da compreensão de uma forma de manter a minha fila andando muito mais rapidamente... 

Comentários