Aja como a água, que flui para os vazios e os preenche

Essa semana viví uma situação única. Já tinha lido todos os livros e periódicos da minha biblioteca e os novos livros pedidos na Amazon ainda não haviam chegado. Voo cedinho na quinta-feira e nada para ler? Decididamente, não.. Passei na livraria do aeroporto e comprei logo 3, incluindo um que já tinha lido há muito tempo, "A arte da Guerra" de Sun Tzu, desta vez no formato dos seus 13 capítulos originais.

É fato que a leitura de um mesmo livro é entendida de forma diferente dependendo do momento de vida e maturidade em que o leitor se encontra. Mais uma vez, ví isso acontecendo. Um livro que já tinha lido 2 vezes há muito tempo tomou nova roupagem e novas aplicações nesta vez que o lí. E segue o que mais me chamou a atenção desta vez:

1- Nossas palavras de orientação devem ser claras, detalhadas, compreensíveis e traduzidas em ações. É nossa obrigação não deixar dúvidas, conhecer, demonstrar e decompor o processo passo a passo para que não haja indecisões pela equipe sobre como trabalhá-lo e recompô-lo - e já que à equipe caberá a responsabilidade de agir diariamente de acordo com as instruções passadas;

2- Conheça muito bem a si mesmo e a seus oponentes. "A vitória virá de tirar vantagem das ações [ou falta de ação] dos oponentes. O ideal é vencer a resistência do inimigo sem combater. Vencerá aquele que souber quando lutar e quando não lutar";

3- Aja como a água, que flui para os vazios e os preenche. Evite grandes obstáculos, crie seu próprio caminho, já que "um exército poderá percorrer grandes distâncias sem se extenuar se marchar por um território em que o inimigo não está";

4- Evite defeitos pessoais como a imprudência, a covardia e o temperamento impetuoso;

5- "Idéias comuns e identificação unem as pessoas em uma equipe coesa e produtiva". Isso inclui moral, ética e a instituição clara de sinais. Para isso, preste atenção a todos os sinais na sua equipe, positivos e negativos. Se sua equipe sussurra em pequenos grupos, ela pode estar descontente com a sua liderança;

6- Confiança e disciplina são os dois lados de uma equipe coesa. Mas há uma exigência básica: toda a equipe deve ser bem preparada. Se não for assim, "quando os soldados comuns forem muito fortes e seus oficiais muito fracos, o resultado será insubordinação; e quando os oficiais forem muito fortes e os soldados comuns muito fracos, o resultado será o colapso"....

Comentários