Propósitos verdadeiramente comuns criam, aproximam, motivam e unificam equipes vencedoras

É a gerência ou diretoria que não confia no discernimento dos vendedores ou são os vendedores que não geram confiança em seus gerentes e diretores? Ou é um pouco dos dois? Ou este olhar precisa ser alargado para ser entendido?

Se estas são consequências, e não causas, temos que investigar e tratar as causas.

Confiança não se pede, confiança se ganha. Quem merece confiança não precisa pedir para nele confiarem: está bem preparado, sabe onde agir e com quem falar, apresenta fatos, demonstra resultados, deixa claro os porquês.

Quem merece confiança é autoconfiante na medida certa. Impulsiona-se a fazer o seu melhor. Não cai na cilada da arrogância, nem a sua própria nem a de outros ao seu redor. Sabe que inseguranças e prepotências pessoais o impedem de entender que um propósito verdadeiramente comum, 'em prol da empresa', cria, aproxima, motiva e unifica equipes.

Quando pessoas estão bem alocadas em seus trabalhos, quando suas responsabilidades e funções casam com as suas características e prioridades pessoais, quando se veem como partes integradas de um todo (a empresa onde trabalham), gestores entendem o bem que faz acompanhar os vendedores em visitas a clientes maiores, vendedores sugerem múltiplas ações (criativas!) de diferenciação regional, números e resultados são mais facilmente alcançados, e muito mais. O trabalho fui sem gargalos ou incompreensões, problemas e imprevistos são sanados sem desperdícios.

Se a gerência ou diretoria não confia no discernimento dos vendedores ou os vendedores não geram confiança em seus gerentes e diretores, essencial é a construção e dedicada atenção à capacidade de integrar pessoas 'bem alocadas' num 'objetivo comum, claro e compartilhado', demonstrando comprometimento com o progresso e a importância de todos para 'alcançar este objetivo'.

Esta capacidade não falta aos gestores que se destacam pela integridade. Esta capacidade não falta aos gestores que têm o privilégio de dirigir, formar, herdar e manter equipes de vendas vencedoras.

Comentários