Um bilhete para todo vendedor de software

Se comprei/investi e continuo sendo seu cliente/investidor, apenas tenho a agradecer. Longa vida a esta relação de satisfação, progresso e confiança.

Se não comprei/investi, encontre a seguir o porquê...

Tire tudo o que me confunde e me dispersa na sua fala. O abstrato, o genérico, as opiniões e as palavras sem porquês dificultam o meu entendimento, se escoram em um discurso e tentam esconder o despreparo de quem quer me atender.

Mude sua abordagem. Mostre os benefícios concretos do uso do seu software e os seus clientes de referência, os seus casos de sucesso. Traga fatos, traga métricas reais de impacto positivo para mim e para o meu negócio a partir do uso do seu software. Mostre os porquês: por que você? por que agora? Mostre o seu diferencial e preparo: para me atender tem que me entender.

A abordagem não é a hora de ensinar sobre o seu produto, momento depois haverá para isso. Mostre antes que você conhece bem a realidade, as preocupações, as minhas prioridades... e que sabe exatamente como me ajudar porque já ajudou a tantos outros como eu (ou veio de onde vim).

Não prometa, cumpra. Faça exatamente o que fala e mostra. Não contribua com profecias de expectativas que não acontecerão. Siga os firmes princípios da Ética ("estamos perdendo os valores. o que fazer?"). Foque em mim, na solução para a minha prioridade, problema, desejo ou necessidade. Crie em mim a vontade de confiar em você. Honre a confiança que você quer que eu tenha em você.

Não quero lhe dizer como ser, mas prefiro comprar/investir/lidar com um vendedor que seja assim...

Assinado, o(a) cliente/investidor(a).


Comentários