Com tanta oferta, tanta informação, tantos recursos tecnológicos para vender, bem se faz quem entende o bem que cada um traz

Com tanta oferta, tanta informação, tantos recursos tecnológicos para vender, bem se faz quem entende o bem que cada um traz.

Nacionais e internacionais, cada software de CRM (customer relationship management), LRM (learning relationship management), MQL (marketing qualified leads), SQL (sales qualified leads), SFA (sales force automation), etc, por missão, traz em si ganhos de eficiência em marketing e vendas. E estes ganhos de eficiência, ou resultados concretos para quem os usa, são maiores ou menores a partir dos diferenciais de cada software em inteligência, foco, contextualização, escopo, funcionalidades, algoritmos, desempenho de código e atendimento humano e inteligente pré/durante/pós venda.



Usando ou não um software escolhido de marketing/vendas, caberá entretanto ao vendedor, gerente ou diretor responder às duas principais perguntas para a sua própria venda: por que você? por que agora? Qual é a razão para a compra do "seu" cliente? Como provar que o custo da não compra do que "você" vende é maior do que o custo da compra do que "você" vende? Templates pré-formatados, disparos pré-programados, listas acumuladas, atividades automatizadas, etc, trazem celeridade ao processo, porém o conteúdo das mensagens, o porquê para a compra da comunicação e a condução da venda serão escolhas "suas". E tão importantes estas escolhas são!

A resposta objetiva a estas duas tão vitais perguntas (por que você? por que agora?) exige postura, atitude, preparação. consistência e uma ação faseada e entendida, nas suas  causas e consequências, por quem vende. Exige compreender muito bem o que, para quem e para que vendemos o que vendemos. E, ao falar, escrever, prospectar, abordar, apresentar, negociar, fechar, pós-vender (e usar um software de marketing e vendas), necessário é o alinhamento concreto destas respostas ao olhar (necessidades, problemas, objetivos e desejos) de cada cliente.

Quando me perguntam se há "fit" (alinhamento, cabimento) entre cada software de marketing e vendas e a Engenharia de Vendas, a resposta é sim! Nosso foco está na capacitação da pessoa (o vendedor, gerente, diretor e sócio de empresas de software) e do seu dar-se conta, no como e no porquê, para a construção (engenharia!) da venda com a integralidade que na venda de software há ! Tudo a ver!

Comentários