E se você se sentisse mentalmente confuso na hora de uma reunião, apresentação, negociação ou ação vital?

E se você se sentisse mentalmente confuso na hora de uma reunião, apresentação, negociação ou ação vital? E se alguém da sua organização percebesse a sua hesitação e lhe cobrasse a sua habitual agilidade de cognição? E se você não pudesse delegar, adiar ou contornar a situação porque você mesmo não conseguia nem parecia entender o que estava acontecendo ali?

Por 2 dias estive entre PhDs brasileiros e estrangeiros das Ciências Biológicas e Biomédicas no Sinater X, Simpósio Internacional do LIKA, e devo a Dr. Wilson Nadruz Junior um momento de "blink" ("o poder de pensar sem pensar" segundo Malcolm Gladwell).

Saúde parece ser um item sob controle se os indícios e os "links" entre as causas e as consequências são desconhecidos. Assim é em qualquer área de conhecimento. Ao ouvir Dr. Wilson demonstrar "links" entre hipertensão, AVC e más decisões a partir de exemplos da história (como a desconcertante atuação de Roosevelt na Conferência de Yalta), entendi que não é só a indesejada falta de preparo ou falta de competência que pode levar alguém a inesperadas más decisões em momentos cruciais. A hipertensão também.

E só haverá uma diminuição no número de hipertensos brasileiros sem controle (estimado em até 90% da população) se todos souberem os riscos, se submeterem ao diagnóstico e, se necessário, seguirem o tratamento que lhes seja adequado.

Empresários e profissionais de software que vivem em stress e pressão por lidarem com inovação e contínua competição precisam estar atentos a fatores de risco assim. Mantenhamo-nos prevenidos, atentos, diagnosticados, acompanhados e, se necessário, tratados. Evitando as causas e sempre alertas, mantenhamo-nos todos bem!

Comentários