Se falta caixa, sobra necessidade

"Eu imagino que não seja o único empresário do setor de software enfrentando dificuldades com vendas... agora, com este fato do COVID-19, as vendas estão completamente paradas. Então, gostaria de, se possível, claro, ouvir de você algumas palavras a respeito disso. O que podemos fazer para seguir vendendo neste momento?"

Mais um e-mail que chega. Sim, você está certo: você não é o único empresário de software enfrentando dificuldades com vendas. Sim, este é um momento difícil para quem vende. E é um momento difícil também para quem compra.

Mas se falta caixa, sobra necessidade. Nossos clientes continuam precisando dos nossos produtos e serviços. Não compram porque também eles não vendem. 

Décadas à frente, este momento será um traço na linha de tempo da Terra com algumas legendas. Uma delas será "aqui o mundo se transformou digitalmente". Infraestrutura, tecnologia, produtos, serviços e processos serão mais eficientes. Nosso país se recuperará rapidamente. Mas para que isso aconteça com mais velocidade e chance de certeza, é hora de trabalharmos com ainda mais afinco e critério. De 6 formas:

  1. Usemos este tempo presente para uma pausa criativa, desenvolvendo inovações e diferenciais nos produtos e serviços tecnológicos que venderemos em breve. 
  2. Usemos este tempo presente para estudarmos mais os clientes reais e potenciais, suas necessidades prioritárias e específicas, reais e futuras.
  3. Usemos este tempo presente para realmente engenharizarmos as nossas vendas, para quando o mundo normalizar e os clientes voltarem a comprar! E nisto eu posso diretamente ajudá-los: vou ministrar um curso remoto e gratuito em 10/4/2020, inscrições no site da Engenharia de Vendas (vagas limitadas). 
  4. Usemos este tempo presente para disponibilizarmos produtos ou serviços de forma temporariamente descontada ou gratuita. Isto pode ser feito pela sua empresa? Se sim, faça.  Plantando, colheremos.
  5. Usemos este tempo presente para capacitarmos nossas equipes internas e clientes sobre os nossos produtos e serviços. Quanto mais todos souberem como usar e demonstrar/extrair resultados concretos de cada um dos nossos produtos e serviços, melhor.
  6. Mais? Sim. Leiamos, leiamos, leiamos. Que muitos sejam os bons livros lidos. Usemos este tempo presente como um meio-período sabático dedicado à capacitação geral de todos. Ganharemos com isso.

Este susto epidêmico passará com inteligência, decência e muito trabalho de todos. Combatamos o vírus, a ignorância, a mentira, o medo, a falta de informação, a informação equivocada, a preguiça, o pessimismo, o negativismo, a falta de ânimo. É hora agora, urgente! Venceremos e cresceremos assim.

Confiança! O meu abraço, de longe, para vocês.

Comentários