Inútil resposta: "isso depende..."

Alguém já respondeu uma pergunta sua com um "isso depende...", seguido de um silêncio que exige
uma nova pergunta sua? Como você se sentiu? O que você achou dele? Pensou que ele estava tentando ganhar tempo para responder a você?

Agora sobre você: já respondeu a perguntas com um "isso depende..." seguido de um silêncio que exige uma nova pergunta de quem lhe fez a pergunta? 

"Isso depende...", seguida de silêncio, não responde à pergunta feita. É inútil, não cumpre o seu papel de "resposta". 

Não responder à pergunta feita deixa "quem perguntou" não só em dúvida quanto ao teor da pergunta, mas também em dúvida quanto à competência e preparo de quem responde e quanto à organização e profissionalização da empresa representada por quem responde. Quanto mais insegurança quem pergunta sente, menos confiança ele terá em quem responde. A conversa de compra e venda entra em estado de "câmera lenta"... Afinal, isso depende "de que"? Por que? Para produzir quais resultados? Em quais cenários? Em quais formatos? Com qual esforço? Com quais custos? Em quanto tempo? 

Os que sabem o que e para quem vendem mostram com clareza os porquês do produto ou serviço (ou proposta ou ideia) que eles representam e acreditam "olhando através dos olhos do outro". Aqueles que realmente sabem o que apresentam, expõem e vendem têm duas características comuns: 1- sempre se preparam para atender e entender cada novo cliente e 2- gostam de compartilhar "as evidências de valor" do que produzem. Sabem o que podem oferecer para "ajudar o outro". Os que sabem o que e para quem vendem explicam os porquês, dão exemplos de resultados concretos, mostram cenários, formatos, esforço, custos e tempos reais. Geram confiança, eliminam inseguranças.

Quando não há esta prioridade, trabalho, gentileza, atenção, comunhão e foco na clareza das respostas, silêncios pontuam o que deveria ser um alinhamento contínuo entre as partes. Quem pratica o "isso depende..." seguido de silêncio esquece que silêncio nenhum leva ninguém a comprar...

Comentários