Participo de várias bancas de avaliação de startups e vou aqui resumir o que espero ver de vocês, startupeiros

Participo de várias bancas de avaliação de startups e vou aqui resumir o que espero ver de vocês, startupeiros:

1- Não construa um persona fictício, como virou moda fazer. Quero ouvir a sua história real, quero ouvir a história real do seu cliente real. Quero ouvir como você e sua equipe identificaram o problema, por que este problema é prioritário para um mercado significativo e como vocês idealizaram a solução - nesta ordem ou não, já que, por vezes, chega-se a uma solução por iluminação (raro, mas acontece) ou uma solução é idealizada antes mesmo da definição de um problema ou público-alvo prioritário...  Quero ouvir como vocês desenvolveram e/ou estão desenvolvendo o produto (ou serviço ou processo). Quero ouvir o valor do seu produto, o resultado (esperado ou já realizado) do uso do seu produto pelos seus clientes (a ter ou já a serviço de);  

2- Foque nos "2 porquês: por que você? por que agora?". Mostre sua proposição de valor e as perdas que o investidor possivelmente terá se não investir em sua startup; 

3 - Esteja atento ao idioma falado e escrito. O texto da apresentação deve estar impecável, 100% correto na gramática;

4- Seja claro e objetivo. Isto deveria ser fácil, sim? Nem sempre é. Há apresentações que chegam ao fim sem deixarem claro o escopo e diferencial dos produtos, outras confundem presente e futuro... Quanto menos claro e objetivo o apresentador for, mais tempo levará para o avaliador, investidor ou cliente entendê-lo. Sem entendimento não haverá confiança e sem confiança não haverá decisão de seleção, investimento ou compra...

5- Escolha muito bem quem vai fazer a apresentação pela sua equipe. Para o bem da sua startup, quem tem natureza objetiva e conhece muito bem sobre os 2 porquês, o produto e o mercado é o mais indicado para apresentar. Cada apresentação tem a vitória como objetivo. Nada menos do que a vitória...

6- Demonstre sua excelência ao vivo. O excelente é exigente. Não se contenta com o regular, aceitável, na média. Investiga e se dedica a entender o que leva alguém (ou algo) a ser melhor do que os prévios melhores. Mostre sua determinação e auto-exigência na condução da apresentação;

7- Responda exatamente ao que é perguntado. Quem representa uma startup deve estar muito atento e bem preparado para responder exatamente ao que é perguntado. Uma meia resposta ou uma resposta que desvia e não responde à pergunta subtrai valor da apresentação (e isso acontece em um número de vezes maior do que qualquer um poderia antecipar...);

8- Foque sua atenção no agora. Agora. Agora. E novamente agora. 100% presença em todos os agoras.
 

Agora o outro lado. Vou aqui resumir o que mais torço para ver em vocês, co-avaliadores e investidores de startups: 

1- Enxerguem o valor das startups de real valor. Descubram pérolas entre várias conchas...

Comentários