Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2013

Prematuro, o julgamento mata a observação

Para melhorar qualquer procedimento, processo, método, atitude, faz-se necessária grande observação. Como está sendo feito hoje o que se está querendo melhorar? A que custo? Quanto tempo é gasto? Quem é responsável pelo processo? Quem participa do processo? Quem é impactado pelo processo? Quem sofre? Quem é beneficiado?

Observar exige identificar prioridades, localizar gargalos, estudar pontos de melhoria, conhecer melhores padrões. Observar exige tempo de levantamento, tempo de análise e definições, tempo de implantação e acompanhamento.

Observar exige foco e completa concentração no que é observado. Claro isso, não? Não.. Não paramos na observação, julgamos.. E ao julgarmos, o dedo do julgamento começa a pesar mais do que o olhar da observação. Aí começa o problema.

O julgamento é mais rápido do que a observação e, ao julgarmos, tomamos lados. O certo, errado, melhor, pior, isso e aquilo que ocorrem logo no início da observação diminuem a amplitude do estudo da observação. Prematuro…

Qual é o seu percentual de presença neste momento?

É a atendente do cartório que não checa todas as suas assinaturas.
É a secretária que copia endereços com erro.
É o vendedor que manda e-mails sem anexo.
É o revisor que não revisa.
É o chefe que esquece.
É tudo o que acontece for falta de... atenção...

Desatenção é um dos maiores problemas das pessoas hoje! Em duas situações:
1- quando elas são as desatentas
2- quando sofremos os impactos da desatenção dos desatentos

Currículo é importantíssimo, histórico e experiência também, mas, se a pessoa for desatenta no dia a dia de trabalho, o clima ao redor vai azedar. Por que? Porque parece que o desatento vive em vários planos. Está aqui, mas não está. Faz algo agora, mas não faz. Não se concentra. Não foca o que faz. Pensa, lembra, rí, fecha a cara, tudo ao mesmo tempo agora. E o trabalho bem feito, completo, na hora, que é bom.. cadê ele?

Quem está ao redor de desatentos, sofre.. Poucos gostam de trabalhar com quem precisa repetir o que faz porque não faz direito da primeira vez.. Poucos …

Do comando à sugestão e da baixa à alta educação

Bendita Internet, bendito mundo da tecnologia que permite a qualquer um, conectado, ter acesso à informação! A entrevista do McKinsey Global Institute com Eric Schmidt, Presidente da Google, sobre Tecnologias Disruptivas é simplesmente imperdível, assista-a aqui.

2 conclusões:

1- estaremos migrando das interfaces de comando e controle para as interfaces sugestivas. Isso significa que  os comandos e controles do homem para o processamento pelo software, pela máquina, serão complementados pelas sugestões do software, da máquina, para o homem;

2- na corrida entre automação e pessoas, a resposta está na educação de mais alto nível.

Na entrevista, Schmidt fala do processo de aprendizado das máquinas com os sistemas biológicos, das predições que as máquinas serão crescentemente capazes de fazer, do cloud computing (novo nome para para o antigo mainframe computing), e da informação que está cada vez mais ao nosso redor, fazendo-nos sugestões cada vez mais úteis..

Admirável mundo da tecnologi…